Entendendo o processo de Comissionamento



Assim como a grande maioria das descobertas, o comissionamento surgiu da necessidade de se fazer algo melhor, para diminuir ou quase zerando o risco de um ativo operacional. Algumas fontes dizem que o comissionamento primeiramente foi empregado na marinha Norte Americana, na construção de navios durante a guerra, posteriormente em 1985 foi criado o primeiro comitê ASHRAE (American Society of Heating Refrigeration and Air Conditioning Engineers), para apenas em 1989 ser lançado o primeiro manual de boas práticas e em 1998 surgiram os primeiros livros sobre o tema.


Entre 1989 e 1998 as metodologias de comissionamento foram implantadas, utilizadas e melhoradas nas plataformas de exploração de petróleo do Mar do Norte (NORSOK).




O surgimento do comissionamento na indústria naval é uma vertente bastante aceitável do meu ponto de vista, oras, no meio da guerra a indústria bélica se encontra em plena produção, lançando navio atrás de navio ao mar, mas e o teste, simulações, treinamentos necessários? Item de extrema criticidade, entrega o navio, manda ao mar enche de soldados e vai atravessar o Atlântico, imaginem se algo por menor que seja, saia não conforme durante a construção?


Então, para evitar catástrofes a marinha americana desenvolveu uma metodologia de comissionamento completa visando a entrega das instalações de forma segura e rápida, proporcionando o conhecimento necessário do caminho a ser percorrido para entregar uma instalação ao seu serviço ativo.


Comissionar em transações comerciais é o ato de entregar a alguém uma comissão por uma atividade comercial realizada, trazendo para o mercado de engenharia e construção, comissionar é o ato de confiar a alguém uma incumbência temporária,


E que incumbência é essa? É o ato de conduzir todo o processo sob a ótica do operador, e realizar a transferência da instalação plenamente para Operação e Manutenção.


O comissionamento está presente nas mais variadas industrias e mercados tais como, construção civil de edificações, mercado naval, de infra estrutura entre outros. Doravante nosso enfoque se dará no comissionamento de instalações industriais.



“Consistentemente em uma análise de custo verifica-se que é durante o comissionamento que ocorre o maior potencial de perdas.


Esta é a fase onde as falhas de projeto e os erros de construção aparecerão (...). Esta constatação deveria ser o alerta para qualquer equipe de gestão que em termos de administração, mantendo-se o foco no processo de comissionamento desde o primeiro dia do projeto.

Trond Bendiksen e Geoff Young

Commissioning of Offshore Oil and Gas Projects

Importante termos em mente que a Completação Mecânica do empreendimento, que representa o termino da fase de Construção e Montagem, veremos com mais detalhes adiante, não é o objetivo do projeto. O objetivo mais essencial é a Operação Comercial do empreendimento, para tanto é necessário aplicar um conjunto estruturado de conhecimentos, práticas, procedimentos e habilidades, para fazer a gestão de uma Partida bem realizada e sucedida.

Abaixo apresento um trecho adaptado do artigo de Ross Francis “The End of the Begining”, onde veremos os 10 principais pilares que o comissionamento se sustenta:


1. Assegurar uma partida rápida e eficiente para produção da planta;

2. Validar que a equipe de construção instalou de acordo com as especificações;

3. Assegurar que 100% dos testes mecânicos, elétricos e automatização foram feitos antes da partida;

4. Esclarecer as responsabilidades sobre as atividades da equipe antes da transferência;

5. Demonstrar e documentar que todos os Sistemas estão operacionais;

6. Ajustar ou modificar equipamentos para uma melhor operabilidade e manutenção;

7. Ser a ligação entre o término da fase de construção e o início da operação;

8. Registrar completamente todos os documentos de transferência;

9. Assegurar que a equipe de operação recebeu o treinamento apropriado durante o período do projeto.


É possível dividir o processo de comissionamento em etapas claras e bem definidas, com objetivos e produtos distintos, que ordenados formam a coletânea de documentos do comissionamento.



Antes de finalizarmos este artigo sobre comissionamento, gostaria de deixar aqui nomenclaturas e termos próprios das disciplinas do comissionamento, que serão úteis no desenvolvimento dos próximos artigos e do curso sobre Comissionamento Industrial.


Este é mais um artigo escrito por Samy Farghali em parceria com Thiago Lugão para o desenvolvimento do curso de Gerenciamento de Projetos e Comissionamento.


Terminologia Importante:


FIC – Ferramenta de Integração e Comissionamento, um software da Petrobras que provê suporte para o processo de gerenciamento do comissionamento, realizando o monitoramento de todos os estados de todos os itens comissionáveis.


FVM – Folha de Verificação de Malha é um formulário extraído da FIC ou outro sistema de gestão informatizado, onde são registradas todas as ações de comissionamento necessárias e obrigatórias para o processo de comissionamento. As malhas podem ser de tubulação, elétrica ou instrumentação.


FVI – Folha de Verificação de Item é um formulário extraído da FIC ou outro sistema de gestão informatizado, onde são registradas todas as ações de comissionamento necessárias e obrigatórias para o processo de comissionamento. Os itens são de todas as disciplinas do empreendimento.


Lista de Pendência – Relação de pendências e desvios identificados durante o processo de comissionamento, recomenda-se o uso de ferramentas informatizadas para o monitoramento e controle dos itens de pendencias.


Manual de Comissionamento – Coletânea de documentos que estabelecem as condições da realização dos serviços de comissionamento, envolvendo as diversas disciplinas que compõem o processo de comissionamento.


Condicionamento – Conjunto de atividades de campo executadas durante Construção e Montagem com o objetivo de assegurar que todos os itens comissionáveis atingiram o estágio de Completação Mecânica.


Teste de Aceitação e Performance (TAP) - Teste de um Subsistema ou Sistema no qual é avaliada sua capacidade de atendimento aos requisitos de desempenho de projeto especificados. Um procedimento de TAP deve conter: Objetivo, Descrição dos equipamentos, Referências, Rede de Precedência do Sistema, Ferramentas Especiais, Materiais de Consumo, Sobressalentes, Sistemas Provisórios, Instruções para a Realização da Partida, Instruções e Verificações durante o Teste de Performance e Instruções e verificações até a Operação Assistida.


Teste de Transferência e Aceitação de Sistema (TTAS) - Este termo poder ser de caráter provisório ou definitivo. O caráter provisório assinala que um Sistema completou seus testes de funcionamento, o caráter definitivo (TTAS2) assinala que todas as pendências foram sanadas.


Item Comissionável - Componente ou equipamento mecânico, elétrico, de instrumentação ou de automação cujo processo de Comissionamento seja necessário para garantir a condição de operabilidade da instalação. Todo item comissionável deve apresentar um número de série e ser identificado por um código de função individual (TAG), definido de acordo com critério único para toda a unidade.


Malha - Conjunto de itens necessários para realizar uma ação pré-determinada. Tubulações, circuitos de potência e circuitos de controle (ou trechos dos mesmos, entre pontos notáveis) constituem malhas.


Sistema Operacional (SOP) - Conjunto integrado de equipamentos, malhas, componentes e materiais capazes de efetuar uma função produtiva ou de apoio ao processo da instalação. Um Sistema pode ser subdividido em Subsistemas.


Subsistema Operacional (SSOP) - Subconjunto dos elementos componentes de um Sistema, caracterizado pela capacidade de efetuar uma etapa definida do processo total realizado pelo Sistema (por exemplo, o Subsistema de preparação e distribuição de água desmineralizada dentro do Sistema de água industrial de uma Unidade).


Rede de Precedência - Fluxograma relacionando todos os equipamentos da Unidade Industrial, destacando as interdependências entre os Sistemas, a sequência de Partida dos Sistemas e a disponibilidade de Sistemas por fase da obra.


Pasta de Sistema – É a pasta consolidada por Sistema Operacional, contendo a documentação gerada durante o processo de comissionamento, com os registros de tarefas (FVI, FVM, certificados, etc) emitidos através da ferramenta informatizada de comissionamento (FIC).


Sobressalentes - Equipamento ou parte de um equipamento, constituído de uma peça ou de um conjunto de peças, que se pretende armazenar nos almoxarifados da Fiscalização da PETROBRAS para atender rapidamente a necessidades de manutenção, Pré-operação, Partida e Operação Assistida.


Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square